Descrição do Projeto

As peças de uma máquina possuem uma vida útil limitada. Mas algumas atitudes simples podem prolongar a durabilidade de um aparelho e preservar a qualidade do trabalho que ele executa. É o que acontece também com as impressoras. Para que elas continuem funcionando de maneira satisfatória até o fim de sua vida útil, é essencial realizar a manutenção preventiva de impressoras.

As impressoras são itens essenciais no local de trabalho e muito úteis até mesmo em casa. Elas são um complemento ao trabalho realizado no computador e, por isso, não podem ser dispensadas. Mas, para garantir que a impressora e a impressão rendam o máximo possível, é necessário não só realizar a manutenção quando há algum problema, mas também a manutenção preventiva, evitando danos ao hardware.

Para as impressoras utilizadas em escritório, recomenda-se realizar a manutenção preventiva de seis em seis meses. No caso das impressoras de uso doméstico, o período pode variar entre oito e 12 meses, de acordo com o uso.

Assim como outras máquinas, o uso repetitivo de uma impressora ocasiona um desgaste no equipamento. A deterioração é normal, mas pode causar danos permanentes em uma impressora. Daí a importância da manutenção preventiva de impressoras.

A manutenção preventiva consiste em três etapas: limpeza, lubrificação e regulagem. A limpeza deve ser cuidadosa para não danificar o aparelho. A impressora é desmontada e cada peça é lavada separadamente. O processo de remontagem também é delicado, pois as peças devem ser colocadas no lugar correto e cuidadosamente.

Depois da realização da limpeza, é hora da etapa de lubrificação. Durante a montagem, após a lavagem das peças, cada uma delas é lubrificada com um produto específico para este objetivo.

A última etapa do processo de manutenção preventiva de impressoras é a mais delicada. Após a lavagem das peças, lubrificação e montagem, é necessário regular e calibrar as peças do equipamento, para garantir que funcionem corretamente.

Cliente





Projetos Relacionados